15 de abr de 2012

Hoje não queria sair do mar!


Fui nadar hoje com uma turma como quase todos os domingos, mas foi diferente. Talvez o percurso que foi diferente, por causa da maré cheia. Não fomos à piscina natural, que tem lindas pedras e corais, porque só são vistos com maré baixa. Hoje foi só muita água. Mais de 1 km do continente, um mar lindo, sereno e movimentado, com ondas sem espuma.
Senti que estava em casa, que estava no chão, mas flutuava. Segura como se fosse o chão. Um prazer indescritível que queria prolongar o mais possível. Hoje não queria sair do mar e desde que cheguei em casa, penso que logo chegue amanhã para estar lá de novo. 
Quando pinto também sinto esse prazer indescritível e também mergulho numa imensidão de beleza e magnetismo. Se pudesse, também nunca sairia das cores.