2 de set de 2010

De Fernando Pessoa: "O mundo de tão interessante que é, chega a doer, a ranger, a enjoar, a roçar...talvez eu sinta demais..."


Me descubro a cada dia, logo existo.
O universo parece que conspira a meu favor e o bom é que esse universo não é só meu. A sensação que tenho é de possuir um imã pra encontrar pessoas que sempre me trazem luz e respostas. Tenho certeza de que tudo que faço, onde vou e a quem conheço, precisava fazer, estar, conhecer...
Delicado falar disso, mas sou como todas as pessoas, sinto saudade, muita saudade, sofro por amar intensamente, conquisto com esforço cada pedacinho do meu espaço, suo pra ganhar dinheiro, mas me sinto sempre feliz... e tem uma eletricidade dentro de mim... importante: NÃO SE PROTEJAM AO SE APROXIMAR!


A BELEZA ESTÁ EM TUDO, BASTA A GENTE QUERER VER A BELEZA!



Saudades! 
Sim... Talvez... e porque não?... 
Se o nosso sonho foi tão alto e forte. 
Que bem pensara vê-lo até à morte. 
Deslumbrar-me de luz o coração! 
Esquecer! Para quê?... 
Ah! como é vão! 
Que tudo isso, Amor, nos não importe. 
Se ele deixou beleza que conforte. 
Deve-nos ser sagrado como o pão! 
Quantas vezes, Amor, já te esqueci, 
Para mais doidamente me lembrar, mais doidamente me lembrar de ti!
E quem dera que fosse sempre assim: Quanto menos quisesse recordar. Mais a saudade andasse presa a mim!Florbela Espanca