15 de abr de 2010

Dá vontade de chorar. Nem tudo são flores!

Piscina natural - Pajuçara - Maceió - Alagoas - Brasil
2008
Se lixo fosse dinheiro o mar estaria limpinho. O mundo estaria limpinho. E se peixe fizesse compra, só faltariam as prateleiras arrumadinhas. Tudo que tem no super mercado tem no mar.
Acho que todo ser humano tem pelo menos uma paixão material, um apêgo a essa terra e um dos meus é o mar.
Hoje fui nadar como faço todos os dias no belissímo mar da Pajuçara e fiquei transtornada pois nunca havia visto tanto lixo. Na praia e pelo menos uns 200m mar a dentro. Sem exagero, de cada três ou quatro braçadas eu puxava além de água, mais alguma coisa. Resolvi sair do mar quando algo mais volumoso bateu no meu rosto. Tive medo que de repente surgisse talvez um vaso sanitário, podendo causar um acidente mais grave.
Aproveitando para fazer uma conexão com minha pintura, "nem tudo são flores". Dá uma profunda tristeza, ver o grande tesouro que Deus nos deu sendo torturado. Dá também vergonha dos turistas que chegam pra desfrutar do que as fotografias prometem, que não mentem, mas também não dizem a verdade.
O mar de onde surgiu a vida, hoje é o intestino do mundo. Nós jogamos tudo lá e o mar nos devolve. Vai ser assim até o nocaute.
NÃO VAMOS NOS ACOSTUMAR COM O CAOS!